SCBraga 1 - 0 Paços de Ferreira (Crónica)
O Sporting de Braga assegurou o acesso à Liga dos Campeões após vencer a formação da Capital do Móvel por uma bola a zero, golo apontado por Meyong.
Foram cerca de 22000 irredutíveis que se deslocaram ao Estádio AXA e viram os Gverreiros do Minho jogar pelo última vez em reduto caseiro. Beneficiando da derrota do mais directo adversário, este triunfo revelou-se ainda mais significante por possibilitar a ascensão ao primeiro posto da tabela classificativa - o que ainda é matematicamente possível.
Foi sem dúvida o jogo do "mata-mata". O Braga precisava obrigatoriamente de vencer para pelo menos assegurar a segunda posição. Tal feito foi atingido e já está registado na nossa e na história do futebol Português, como a classificação e pontuação assinalável, e a luta pelo título na última jornada do campeonato. É inédito, é impróprio para cardíacos, mas possibilita que todos os Bracarenses continuem a sonhar.
Durante o desenrolar do encontro veio a comprovar-se que iria ser mais um jogo de garra, coragem e espírito, do que um jogo de qualidade e de encher o olho aos treinadores de bancada e aos habituais críticos Portugueses (vocês sabem quem são!). Por isso, venceu quem batalhou mais, quem dispôs de mais oportunidades de golo, quem viu um golo seu ser mal anulado e quem mais fez para merecer os 3 preciosos pontos.
A "guerra" desta temporada dá-se por concluída já com a batalha final com destino na ilha da Madeira. Independentemente do título ser ou não uma realidade, já estão mais do que reunidas as condições para elevar esta formação a campeã, quer pela sua entrega, dedicação, garra, quer pelo orgulho e convicção com que defendem o magnífico emblema que ostentam no peito.
Reacções: 
  • PESQUISA

    ARQUIVO

    SEGUIDORES