Celtic 2 - 1 SCBraga (Crónica)
O Sporting de Braga carimbou o passaporte para a próxima eliminatória da Liga dos Campeões, mesmo apesar da derrota em Glasgow perante o Celtic, por duas bolas a uma.
A vantagem de três tentos sem resposta conseguida na 1ª mão, foram cruciais para os Gverreiros do Minho permanecerem em prova e continuarem a escrever na história o sonho de todos os Bracarenses... fazer furor e ter a Europa a seus pés.
No Celtic Park, foi até o Braga que se adiantou no marcador, após excelente combinação do Miguel Garcia e Alan, que culminou num portentoso e exuberante cabeceamento de Paulo César, abrindo assim o marcador e elevando ainda mais as expectativas de impossibilitar qualquer 'gracinha' da equipa da casa.
Com o jogo a seu favor e até ao final dos primeiros 45 minutos, o resultado podia ter sido dilatado, mas desta vez, faltou a tão proclamada e desejada estrelinha da sorte.
Regressados do balneário, os Gverreiros do Minho esmoreceram significativamente e permitiram assim mais investidas por parte do Celtic, que procurava com intensidade correr atrás do prejuízo e fazer contas à vida.
Estabeleceram a igualdade e minutos depois adiantaram-se no marcador. Ainda assim, a equipa teve humildade e discernimento suficiente para pautar o jogo, acalmar as feras e sair a jogar em contra-ataques venenosos.
O resultado final, apesar de desfavorável, permitiu ao Braga continuar em prova e mostrar à Europa que está firme, hirto e disposto a fazer um brilharete.
Reacções: 
  • PESQUISA

    ARQUIVO

    SEGUIDORES