SCBraga 3 - 1 Vitória SC (Crónica)
O Sporting de Braga recebeu e venceu os "nuestros hermanos", por três bolas a uma, num jogo aparentemente designado de... treino.
Foi, pois então, uma fornada de recuperação e reabilitação após os excessos Natalícios e de mudança para o novo ano. Nada de extraordinário, portanto.
Ainda antes do apito inicial, as gargantas roucas já faziam ecoar um grito de revolta, contagiando o ambiente desde o primeiro instante. Foi sem dúvida alguma, o ponto de ebulição para uma noite de glória.
O que inicialmente foi apelidado de jogo-treino, rapidamente foi encarado com uma força extrema e divina dos pupilos de Domingos Paciência, que deram assim o mote para uma boa película cinematográfica: ora de comédia, fruto das "alfinetadas" bem aplicadas; ora de drama, pelo espectáculo irrisório e habitual provocado pelo suspeito do costume; ora então de terror, tamanho era o espírito avassalador com que os Gverreiros iam torturando dentro de campo. Juntaram-se as cenas, elaborou-se o making of e fez-se reproduzir uma noite infernal, hilariante e nada apática. Alan, Lima e Meyong carimbaram os direitos de autor, mas os restantes, foram também intervenientes directos na construção deste 'filme'.
O "treino", desgastante mas motivador, já lá vai. Agora, as baterias apontam para Alvalade...
Reacções: 
  • PESQUISA

    ARQUIVO

    SEGUIDORES